Qualidade do ar que respiramos

Alerta à Saúde

Porque é que a qualidade do ar interior é importante

Em alguns ambientes interiores, a má qualidade do ar tem sido apontada como a causa por sintomas físicos e queixas tais como dores de cabeça, irritação dos olhos e tosse. Estes sintomas e queixas podem afectar a saúde, o conforto, a satisfação no trabalho e o desempenho profissional: o Síndroma do Edifício Doente.

Um relatório de 1995 da Organização Mundial de Saúde, apontava que mais de um terço dos edifícios em países desenvolvidos podem ser classificados como “edifício doente” e o problema está a agravar- se. Apesar de estes sintomas e queixas poderem ser frequentemente atribuídas a constipações, ruído, sobrelotação, luminosidade imprópria, condições ergonómicas e stress profissional, é importante sublinhar que na maioria dos casos é a má qualidade do ar interior o verdadeiro responsável.

O sistema AVAC do edifício é projectado para distribuir ar exterior através de todo o espaço interno, remover contaminantes e odores, e controlar a temperatura e humidade no interior. Um sistema mal projectado ou com uma manutenção deficiente poderá originar graves problemas da qualidade do ar interior.

Fazendo a inspecção aos sistemas AVAC pretende-se que eles assegurem uma boa qualidade do ar interior, sem riscos para a saúde e proporcionando conforto ambiente e um consequente aumento da produtividade.

Não perca mais tempo, Contacte-nos.

Usamos cookies para melhorar a sua experiência neste website. Ao navegar nele, aceita a nossa política de utilização de cookies.